26.11.19

Lendo em outro idioma


Aprender uma língua nova envolve quatro habilidades principais: a fala, leitura, escrita e compreensão auditiva. Aqui, nós leitores temos mais um ponto a nosso favor: ler pode nos ajudar (e muito) a aprender uma nova língua. 

Por isso, hoje vim dar dicas de como escolher obras e de alguns artifícios que você pode lançar mão para ler em um idioma que não seja a sua língua pátria. 


  1. Escolha obras adequadas ao seu nível de conhecimento - Não adianta nada você começar a estudar inglês hoje e querer cair de cara em Hamlet. Ou estar apenas engatinhando no francês e já chegar ávido (a) para devorar Os Miseráveis (olá, eu fiz isso!). Se você começar com uma obra muito complexa, primeiro que você certamente não entenderá nada. E isso vai te desmotivar bastante porque você não se sentirá capaz de ler um livro que você queria muito. Agora atenção: nem sempre obras infantis/infantojuvenis são as mais simples. Algumas podem vir cheias de gírias (como aconteceu comigo durante a leitura de Boy Meets Boy - eu larguei porque não entendia nada e era um livro para adolescentes) ou até mesmo expressões muito arcaicas. Procure obras que sejam mais ou menos contemporâneas, voltadas a crianças e adolescentes nativos e que preze pela norma culta da língua. Assim como existem diversos livros chamados paradidáticos no Brasil, que são utilizados como literatura complementar em escolas, devem existir também em outros idiomas. Ou até mesmo um livro que seja bem famosinho mas que não tenha grandes firulas (minha primeira experiência de leitura em espanhol com Zafón está sendo muito boa e eu sei pouquíssimo da língua).
  2. Não perca tempo traduzindo nem tentando entender tudo- Que atire a primeira pedra quem pegou um livro em português e entendeu 100% das palavras. Certamente você já encontrou muitas palavras desconhecidas e nunca foi atrás de saber o significado delas. Por que em uma língua estrangeira isso seria diferente? Entender o contexto é muito mais importante que traduzir tudo. E se você perder seu tempo traduzindo, não vai conseguir entender o significado das palavras naquela língua que está tentando aprender. 
  3. Não tenha pressa para terminar- Não se trata de uma competição para saber em quantos dias você termina aquele livro, mas uma imersão na língua. Leia nem que forem duas páginas por dia. Siga o seu próprio ritmo e tente extrair o máximo da experiência, levando o tempo que for necessário. 
  4. Não desista nas primeiras dificuldades- Sim, vai ser difícil. As primeiras páginas parecerão grego (a menos que você esteja estudando grego, porque aí vai parecer qualquer outra coisa que você não entenda). Mas ao se esforçar,ao passar um tempinho com a leitura você começa a perceber que ela flui, que vai cada vez mais rápido e que vai ficando mais fácil de entender sem pesquisar. É que o seu cérebro precisa "mudar a chavinha" para o outro idioma e isso às vezes leva um tempinho. Quanto mais contato com as diversas habilidades você tiver todos os dias, mais rápido será esse processo.  

Um comentário:

Quero saber sua opinião! Ficarei muito feliz com o seu comentário!



Ilustração por Wokumy • Layout por