10.4.19

Os escritores do Sudeste | Estados Literários


Ah, o Sudeste! Terra onde nasci, onde vivo há 6 anos, onde passei minhas férias. O encanto das grandes cidades, o sossego e o cheiro de mato do interior, uma das sete maravilhas do mundo moderno (o Cristo Redentor), a comida gostosa e quentinha... E muita literatura boa!
Vamos conhecer quem são os escritores do Sudeste? Selecionei alguns para mostrar para você.

SÃO PAULO 


  • Hilda Hilst: É considerada uma das maiores escritoras da língua portuguesa do século XX. Cursou Direito no Largo São Francisco (faculdade de Direito da USP). Planejou a Casa do Sol para ser um espaço de inspiração artística, em Campinas, onde viveu e recebeu amigos escritores. Recebeu diversos prêmios importantes da Literatura Brasileira. Algumas de suas obras: A Obscena Senhora D, Tu não te moves de ti. 
  • Lygia Fagundes Telles: Foi amiga de Hilda Hilst e se conheceram na faculdade. Também é uma das maiores escritoras brasileiras vivas. Aos 92 anos foi a primeira mulher brasileira indicada ao Prêmio Nobel de Literatura. Foi ganhadora de diversos prêmios importantes de Língua Portuguesa, incluindo o Prêmio Camões. Obras: Ciranda de Pedra, Seminário dos Ratos, As Meninas. 
  • Oswald de Andrade: Um dos grandes nomes do Modernismo brasileiro, foi um dos fundadores da Semana de 1922. Criador do Manifesto da Poesia Pau-Brasil, foi o mais inovador e irreverente dos modernistas. Obras: Serafim Ponte Grande, Manifesto Antropofágico, Memórias sentimentais de João Miramar. 



MINAS GERAIS


  • Carlos Drummond de Andrade: Um dos principais poetas da 2ª Geração do Modernismo, é considerado por muitos o mais influente poeta do século XX. Fez grandes obras poéticas de cunho social, político e até mesmo metafísico. Obras: Sentimentos do Mundo, José, A Rosa do Povo. 
  • Guimarães Rosa: Escritor, contista, diplomata e médico, foi um profundo conhecedor dos interiores brasileiros. Venceu diversos prêmios nacionais por suas obras. É conhecido por retratar o cotidiano utilizando-se de neologismos. Foi membro da Academia Brasileira de Letras. Obras: Grande Sertão: Veredas; Primeiras Estórias
  • Conceição Evaristo: Nascida em uma comunidade em Belo Horizonte, trabalhou como empregada doméstica e passou num concurso para o magistério no RJ, tendo se graduado em Letras na UFRJ. É mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio e doutora em Literatura Comparada pela UFF. Hoje continua sua militância pelo Movimento Negro e trata muito sobre discriminação racial, de classe e de gênero em suas obras. Seu livro Ponciá Vicêncio foi traduzido para o inglês e publicado nos EUA. Obras: Olhos d'água, Becos da Memória. 

ESPÍRITO SANTO


  • Rubem Braga: Jornalista e cronista, cobriu a Revolução Constitucionalista em São Paulo. É lembrado como um dos melhores cronistas brasileiros. Obras: O Conde e o Passarinho; Ai de ti, Copacabana
  • Isa Colli: Jornalista e escritora, aborda em seus livros infanto-juvenis a sustentablidade, a necessidade de proteção ao Meio Ambiente, o respeito pelo próximo e a alimentação saudável. Obras: As aventuras da nuvem Floquinho, O Pirulito das Abelhas.


RIO DE JANEIRO


  • Machado de Assis: Considerado por muitos o maior nome da Literatura Brasileira, Machado praticamente não recebeu educação formal.  Oriundo de uma família pobre, mestiço, foi um dos fundadores e primeiro presidente unânime da Academia Brasileira de Letras. É considerado o introdutor do Realismo no Brasil e escreveu os mais diverso gêneros literários: romances, contos, crônicas, poemas, folhetins, críticas literárias, além de ter atuado como jornalista e dramaturgo.  Obras: A Mão e a Luva, Quincas Borba, Dom Casmurro.
  • Cecília Meirelles: Jornalista, poetisa, pintora e professora, publicou seu primeiro livro de poemas aos 18 anos. Obras: Romanceiro da Inconfidência, Ou isto ou aquilo. 
  • Lima Barreto: Jornalista e escritor, teve a maior parte de sua obra publicada em livro postumamente. Alcoólatra e depressivo, foi internado em um hospício pouco tempo após a publicação de algumas de suas obras mais famosas. Rompeu com a literatura ufanista e passou a usar da sátira e da crítica social como elementos importantes de sua produção literária. Obras: Triste Fim de Policarpo Quaresma, Recordações do Escrivão Isaías Caminha, Clara dos Anjos. 

Demais posts dessa série:

Todo ano eu atualizo as estatísticas do blog e quero saber o que você está achando dele. Você pode tirar um minutinho do seu dia para responder este formulário?
Pesquisa de público - Check-in Virtual

ACOMPANHE O BLOG NAS REDES SOCIAIS

Instagram (@checkinvirtual)
Snapchat: checkinvirtual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quero saber sua opinião! Ficarei muito feliz com o seu comentário!



Ilustração por Wokumy • Layout por