7.2.18

Sobre metas, resoluções e frustrações


Já está muito tarde para falar sobre metas? Eu sei que já estamos em fevereiro, e que todo mundo já fez resoluções de ano novo. Eu também fiz as minhas. E provavelmente elas são mais ambiciosas do que sou capaz de cumprir. 
Resolvi participar de desafios literários. Não de um,mas vários. Sim, tenho como meta esse ano ler mais. Mas estou consciente que não conseguirei conciliar com a faculdade leituras de Virgínia Woolf, Dostoiévski, além dos outros desafios que já falei para vocês. 

Contudo, vejo que algumas metas são mais plausíveis: Quero conhecer mais da literatura regional do nosso país e ler mais mulheres. Quero ler Clarice Lispector, conhecer mais essa grande escritora. 


Mas também quero estudar. Quero tirar boas notas e realizar alguns sonhos acadêmicos. Quero viajar,ir na Bienal, na Flip...

São tantas coisas que quero para 2018 que tenho medo de me frustrar. Mesmo estando consciente que se não der certo, tudo bem... Eu não vou morrer por isso... 

Mas as minhas frustrações raramente são literárias. Elas são mais acadêmicas. Eu coloco muita expectativa em cima da faculdade. Como se minha vida dependesse de tirar 9 ou 10. E mesmo estudando tudo o que sou capaz, não consigo tais proezas... Parece que atinjo um ponto de saturação no aprendizado. Será cansaço? Será o excesso de cobranças ou de compromissos que assumi para mim?

Esse ano pretendo me organizar de forma diferente. Eu voltarei aqui para contar para vocês quando estiver conseguindo manter esse sistema. Aliás, pretendo trazer mais conteúdos como organização, estudo e faculdade para o blog e principalmente o canal. Eu acho que isso tem a ver com Literatura. Para mim, ler sempre foi a forma mais gostosa de adquirir conhecimentos. Então são temas que conversam. Literatura também conversa com papelaria, e por isso que trago aqui sempre o Bullet Journal, que foi um método que me ajudou bastante. 

Resolvi que vou usar o BuJo para a vida, um caderno para leituras, outro de roteiros, um com metas e ideias para o blog e o canal. Claro que tudo isso vai para o BuJo também. E uma agenda tradicional para a faculdade.

Quero aprender a fazer resumos melhores e mais práticos. Quero melhorar o conteúdo do blog e canal. E claro, ter mais gente embarcando aqui conosco. 

São tantas metas, tantos desejos... E um deles é tão singelo: Escrever mais. 

Desculpe-me por esse texto em tom de desabafo. E me conte aqui embaixo quais as suas metas para 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quero saber sua opinião! Ficarei muito feliz com o seu comentário!



Ilustração por Wokumy • Layout por