13.8.19

A importância da edição para a fotografia literária


Em um outros posts já dei várias dicas de fotografia de livros. Eu sempre senti que faltavam posts específicos para esse assunto e resolvi trazer o que aprendi. 
Nesses quatro anos de estudos e treinos descobri que a edição faz total diferença na qualidade de uma foto. Por isso, selecionei um aplicativo bem acessível, com várias funções gratuitas e vou dar umas dicas do que andei fazendo nas fotos aqui. 
Para todas essas edições eu usei o Airbrush, que é bem simples de usar e tem vários recursos.
Como já venho usando o aplicativo para as minhas fotos mais recentes, acabei me esquecendo dos nomes dos filtros que usei. 

Veja abaixo alguns exemplos de antes e depois que fiz com ajuda do Airbrush. Não esquece de baixar o aplicativo pelo meu link. Assim você me ajuda e de quebra não precisa sair procurando o aplicativo. Ele te leva direto para a página de downloads.



Esta foto aqui foi feita em modo retrato, porém o efeito de desfoque não ficou como eu esperava. Utilizei o recurso de desfoque do Airbrush, as ferramentas de correção de cor e luz, granulação e um filtro mais azulado. 

VOCÊ PODERÁ GOSTAR TAMBÉM DE:


Nessa foto eu quis realçar as luzinhas. Para isso, diminuí o brilho e aumentei o contraste e a saturação. Escureci um pouco a foto removendo destaques e adicionando sombras. Usei o recurso de desfoque para tirar o foco das flores e realçar a beleza do livro. Por fim, usei um filtro que trouxesse um realce maior para as cores, mas sem estourá-las demais. 


Essa foto aqui é a prova de que uma boa edição pode sim fazer milagres! Eu iria jogar fora, mas utilizei o recurso de clarear dentes nas paredes para reduzir as sombras.Usei também o recurso de tom de pele na foto inteira e isso ajudou a corrigir a iluminação. Usei as ferramentas de cor e iluminação, removendo sombra, adicionando destaque, brilho e saturação. Finalizei com o filtro Iceland do pacote Modern. O resultado me surpreendeu!


Este post é um publieditorial
24.7.19

Lições aprendidas com livros



Lições aprendidas com livros

Que a Literatura está aí para nos ensinar, isso não é novidade para ninguém. É quase impossível você sair de uma leitura sem ter aprendido absolutamente nada de novo. Mesmo que não seja um fato histórico, uma palavra nova, você pode aprender lições de vida. E é sobre isso que vim falar aqui hoje. 

16.7.19

Inspiração - Cantinhos de Leitura


Eu sempre sonhei em ter um cantinho só para leituras. A minha própria biblioteca, num ambiente com pufes, poltronas e um sofá que fosse encostado em uma janela com vista para um lugar bem bonito. É claro que no meu cantinho de leituras teria que ter espaço para a Laila, minha gatinha, e para os outros gatos e cachorros que gostaria de ter.

Como meu cantinho de leituras por enquanto é só sonho mesmo, resolvi buscar no Pinterest algumas inspirações para você sonhar junto comigo.

Imagem: Reprodução/Pinterest

Este cantinho conversa bem com o que está nos meus sonhos. Eu imagino janelas francesas como essas, e um sofá nesse modelo, com algumas prateleiras para colocar os meus liros favoritos ou as leituras do momento. Seria o ambiente perfeito para relaxar após um dia de trabalho.

Imagem: Reprodução/Pinterest
Este cantinho, contudo, poderia tranquilamente substituir o anterior nos meus sonhos. A paisagem vista pela janela é linda e o sofá parece ser confortável (ok, talvez eu colocasse um sofá ainda mais confortável). E gostei da quantidade de estantes próximas à janela. Dá para acomodar todos os livros!

Imagem: Reprodução/Pinterest

Este cantinho mais moderno é bem a minha cara e conta nada menos que um colchão no chão! Tem prateleiras que não acabam mais e o famoso banquinho na janela! Se amei? Não precisa nem perguntar!

Imagem: Reprodução/Pinterest

Eu gostei bastante desse cantinho mais clássico. É uma estante para deixar só os favoritos e as leituras do momento. Mas a poltrona parece ser bastante confortável e tem até um apoio para os pés. Me imagino ali numa manhã de domingo, lendo enquanto tomo a minha décima xícara de café! A luminária ajuda bastante quando quiser ler à noite.

Imagem: Reprodução/Pinterest

Mais um cantinho com poltronas super confortáveis e prateleiras por perto! Neste já tem até o apoio para o meu cafézinho!


De qual inspiração você gostou mais? E como seria o cantinho de leitura ideal para você? Comente aqui embaixo que vou adorar saber o que você achou!
28.6.19

Por que Shakespeare é tão difícil?

A referência a Paris nessa foto é à Livraria Shakespeare and Co, especializada em literatura inglesa

Recentemente li, ao mesmo tempo, Othello em inglês, no original e Hamlet numa tradução arcaica. Foi nesse momento que descobri a importância de uma boa tradução, que leve ao leitor palavras de sua época. 

Mas esse não foi o meu primeiro contato com o grande rei da Literatura. Cerca de uma década atrás, já havia lido as peças Sonho de uma Noite de Verão e Muito Barulho por Nada. Em edições simples, provavelmente em traduções também inadequadas à maturidade que tinha na época. 
14.6.19

Playlist Literária - Por Lugares Incríveis e Coração Selvagem



Eu voltei, agora é pra ficar! Porque aqui aqui é o meu lugar! O post de hoje tem a ver com música sim, mas não vamos falar de Roberto Carlos. Pelo menos não hoje. Quem sabe um dia...
Desde que criei essa coluna eu fico de orelha em pé a cada música que ouço tentando encaixar um livro nela. Mas dizem que quando a gente menos espera é que tudo acontece. Foi dito e feito. 
Entrei numa vibe pesada de ouvir Belchior o dia inteiro (as músicas dele são poesia, né gente?) e mais ou menos nessa época eu li Por Lugares Incríveis. Aconteceu o match mais inesperado de todos os tempos, pois de onde que eu ia tirar que uma canção clássica da MPB pudesse ser a trilha sonora perfeita de um livro para adolescentes? Foi só ouvir Coração Selvagem que enxerguei Finch, Violet e as estradas do Indiana... Parece que o livro foi escrito a partir da música. Ou que a música veio do livro... 
Duvida de mim? Então segue o post!
Atenção: Pode conter alguns spoilers!

Canção: Livro:
Coração Selvagem Por Lugares Incríveis
Composição: Belchior Autora: Jennifer Niven
Interpretação: Belchior Tradução: Alexandra Esteche

Album: Coração Selvagem (1977) Editora:Seguinte (2015)

                                                         Resenha: Por Lugares Incríveis
Meu bem, guarde uma frase pra mim dentro da sua canção
Esconda um beijo pra mim 
Sob as dobras do blusão
Eu quero um gole de cerveja
No seu copo, no seu colo e nesse bar

Nessa parte aqui podemos encaixar o começo do livro, em que Finch está caidinho por Violet, e passa muito tempo pensando em beijá-la, mas mesmo assim não toma uma iniciativa para isso. A música fala de frases. Ambos adoram trocar frases impactantes de livros. Violet escreve bem, e Finch é um admirador da Literatura e da Música. É claro que ele quer que Violet tenha uma frase para ele. 
13.5.19

Looks de personagens clássicas com a Zaful


Sempre gostei de imaginar como seriam hoje personagens de livros clássicos. Eu curto muito a literatura do século XIX e naquela época os vestidos eram extremamente elegantes. Por isso, quando a Zaful me convidou para fazer esse post em parceria com eles, já quis logo trazer esse tema para vocês!
Escolhi a seleção "tea time lenght", pois acho o tamanho midi muito elegante (shop here)




Ilustração por Wokumy • Layout por